Santa Maria Vídeo e Cinema divulga os vencedores da 13ª edição

Ganhadores das mostras competitivas foram conhecidos
na noite deste sábado

Os vencedores da 13ª edição do Santa Maria Vídeo e Cinema (SMVC) foram conhecidos na noite deste sábado (2) e levaram para casa o Troféu Vento Norte. A cerimônia de premiação ocorreu no Salão Bianco Nero, anexo à Fadisma, e reuniu dezenas de apreciadores da cultura.

Ao todo, 23 selecionados concorreram em 14 categorias na Mostra CredPago de Curtas-Metragens Brasileiros, enquanto que na Mostra Bambino de Curtas-Metragens de Santa Maria e Região estiveram na disputa 11 filmes em 12 categorias.

Durante três noites, os curtas foram exibidos gratuitamente à população. Os ganhadores foram escolhidos pelo júri especializado formado por Diorge Alceno Konrad, Fabiana Pereira, Marilice Daronco, Melina Guterres e Sirmar Antunes.

“O aplauso e a atenção do público são a maior prova de que o festival faz parte da história de Santa Maria”, avalia a produtora do festival, Alexandra Zanela.

Para o coordenador Executivo do evento, Luciano Ribas, a diversidade dos selecionados comprovou a importância que o SMVC possui para a cultura, principalmente em relação à presença da mulher no audiovisual. “O SMVC foi, mais uma vez, de todas, de todos, de todxs. Foi da praça, da comunidade e da resistência. Do povo e de quem faz filmes. Foi o SMVC de sempre e sempre inovando”, ressalta.

Os filmes que integraram as mostras competitivas refletiram a qualidade da produção de curtas-metragens no Brasil, na opinião do coordenador artístico do festival Luiz Alberto Cassol. “O tema “Cinema para todas” foi acolhido por realizadoras e realizadores de todo o país. Também foi marcante o retorno do público em todas as exibições e debates. A comunidade de Santa Maria faz o festival acontecer e já estamos preparando a edição 2020, sempre buscando a reflexão e a democratização do acesso ao cinema”, avisa.

O SMVC também entregou o Troféu Clayton Coelho de Direitos Humanos para “Polifeira do Agricultor – A produção”, de Thomás Townsend e Luana Giazzon, e o Troféu Cineclube Laterninha Aurélio para “Existência”, de Paulo Tavares. Já o filme mais votado pela internet, dentro da Mostra Bambino de Curtas-Metragens de Santa Maria e Região, foi “Disforia”, de Gabriel Caon, que recebeu o Troféu Vento Norte Diário de Santa Maria. A Rede Sina premiou “#Procuram-se Mulheres”, de Rozzi Brasil como o melhor curta com temática social com o Troféu Rede Sina.

Neste domingo, às 18h, ocorre a exibição dos curtas premiados da 13ª edição no Mercado da Vila Belga, na Rua Manoel Ribas, em Santa Maria.

Esta edição é realizada pela Filmes de Junho Produtora, IdeiaAção Design e Planejamento e Padrinho Conteúdo e Assessoria.

CONHEÇA OS VENCEDORES:

Mostra CredPago de Curtas-Metragens Brasileiros

Melhor curta do festival
“Parabéns a Você”, de Andréia Kaláboa

Melhor curta de ficção
“Riscados pela memória”, de Alex Vidigal

Melhor curta de documentário
“Lauri e a subversão”, de Marco Escrivão e Pedro F. Russo

Melhor curta pelo júri popular
“Riscados pela memória”, de Alex Vidigal

Melhor direção
Andréia Kaláboa, por “Parabéns a Você”

Melhor atriz
Guenia Lemos, por “Julieta de bicicleta”

Melhor ator
Antonio Pitanga, por “Riscados pela memória”

Melhor roteiro
Boca Migotto, por “Dia de mudança”

Melhor direção de fotografia
João Castelo Branco, por “Parabéns a você”

Melhor montagem
Marco Escrivão, por “Lauri e a subversão”

Melhor trilha sonora original
Renan Franzen, “À sombra”

Melhor direção de arte
Isabelle Bittencourt, por “Parabéns a você”

Melhor desenho de som
Olivia Hernández, por Riscados pela Memória

Menções honrosas:
◦ Para “Meio filme de família. Meio filme de viagem.”, de Pedro Riera, pela ousadia da linguagem e pelo roteiro.
◦ Para “Veraneio”, Nelson Diniz, pelo roteiro e pela interpretação dos atores e atrizes.
◦ Para “À Sombra”, Felipe Iesbick – pelo argumento e pelas interpretações de João França e Áurea Batista.

Mostra Bambino de Curtas-Metragens
de Santa Maria e Região

Melhor curta de Santa Maria
“Feminino Substantivo”, de Neli Mombelli

Melhor curta de Santa Maria e região pelo júri popular
“Feminino Substantivo”, de Neli Mombelli

Melhor direção
Fabrício Koltermann, por “Love do Amor”

Melhor atriz
Cândice Lorenzoni, por “2319”

Melhor ator
Senna Jr., por “Love do Amor”

Melhor roteiro
Matheus Fighera, por “Elena nunca esteve aqui”

Melhor direção de fotografia
Alexsandro Pedrollo, por “Existência”

Melhor montagem
Fabrício Koltemann, por “Love do amor”

Melhor trilha sonora original
Rodrigo Tranquilo, por “Feminino substantivo”

Melhor direção de arte
Camila Marques, por “Love do amor”

Melhor desenho de som
Gonzalo Miñan, por “T.R.I.M.M”

Menções honrosas:
◦ Para “Flipando ideias”, pela temática e pela direção coletiva
◦ Para “M”, pela temática e direção coletiva
◦ Para Joel Cambraia, pela interpretação em “Elena não esteve aqui”

OUTRAS PREMIAÇÕES:

Troféu Clayton Coelho de Direitos Humanos
“Polifeira do Agricultor – A produção”, de Thomás Townsend e Luana Giazzon

Troféu Cineclube Lanterninha Aurélio
“Existência”, de Paulo Tavares

Troféu Vento Norte Diário de Santa Maria
“Disforia”, de Gabriel Caon

Troféu Rede Sina
“#Procuram-se Mulheres”, de Rozzi Brasil